sábado, 23 de janeiro de 2010

reflexão pergunta para as testemunhas de jeová responderem

As Testemunhas de Jeová adultas que expõem os seus próprios filhos a imagens e a discussões sobre a violência do Armazedon amam mesmo as suas crianças, os seus filhos?

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Tj `s and as they appeal to the control of the mind

Experts are divided on the time to sort the Jehovah's Witnesses as a cult or just a strange sect. They agree, however, that the group has caused psychological damage to their members. Rick Ross, an internationally recognized expert on cults and psychological counseling in the area, said: "I do not consider the Witnesses a cult - although many have another opinion. Instead, my way of seeing the group tell me they are a totalitarian and destructive using coercive techniques of thought reform. "Ross acknowledges that never had any specific experience with ex-Jehovah's Witnesses homosexuals, but he understands quite well what they suffer. "I was called to do counseling in cases involving Jehovah's Witnesses (...) The group uses isolation, coercive persuasion and irrational fear to manipulate potential recruits and retain its members."
"The eight characteristics of cults that use the mind control", from the same book Thought Reform and the Psychology of Totalitarianism, Robert J. Lifton. Scott points out the areas in which the Jehovah's Witnesses deserve an A +.

Insulation - The members are separated from society and it forbids any means of education that can encourage critical thinking. The parent organization stores information about each recruit. All are monitored.

Mystical Manipulation - God punishes "bad" members to accidents, actions of ill-will, loss of material goods, etc.. The "good" members will be rewarded.


Purity requirement - The world is black or white, good or bad. Guilt and shame are used to control the individual. You should avoid all things "bad."


Confession - The serious sins (from the perspective of the group) should be confessed immediately. Members are encouraged to spy up and denounce each other.


"Truth is sacred - the group has the only truth. Its ideology is too "sacred" to be questioned. The leaders of worship must be treated with absolute reverence.


Clichés blockers of thought - these are expressions or words to end a conversation or controversy. Memories and are easily reproduced. Witnesses use Fillers as "the truth", "parent organization", "apostates" and "the world".


Primacy of the doctrine on the person - the human experience and knowledge are subordinated to the doctrine. Members are only valuable if they conform to doctrine. Common sense or logic are not taken into account.

Denial of the right to life - the group decides who is right or not to exist. Outsiders may even be victims of "sin" by the members, including lies, disappointment, separation of families, etc.. Because after all "outsiders do not deserve to exist."

removed parts of the site http://www.gayxjw.org/portuguese/echo01port.html

As tj`s e as oito características que recorrem ao controlo da mente

Os especialistas dividem-se na hora de classificar as Testemunhas de Jeová como um culto ou simplesmente uma estranha seita. Eles concordam, porém, que o grupo tem provocado danos psicológicos nos seus membros. Rick Ross, reconhecido internacionalmente como especialista em cultos e no aconselhamento psicológico na área, afirma: “Eu não considero as Testemunhas um culto – embora muitos tenham outra opinião. Ao invés, a minha forma de ver o grupo diz-me que são um grupo totalitário e destruidor que utiliza técnicas coercivas de reforma do pensamento.” Ross reconhece que nunca teve nenhuma experiência específica com ex-Testemunhas de Jeová homossexuais, mas compreende bastante bem o que elas sofrem. “Fui chamado a fazer aconselhamento em casos que envolviam as Testemunhas de Jeová (...) O grupo utiliza o isolamento, a persuasão coerciva e o medo irracional para manipular os potenciais recrutas e reter os seus membros.”

“As oito características dos cultos que recorrem ao controlo da mente”, retirada do livro Reforma do Pensamento e a Psicologia do Totalitarismo, de Robert J. Lifton. Scott aponta as áreas nas quais as Testemunhas de Jeová merecem nota máxima.

Isolamento – Os membros são separados da sociedade e proibe-se quaisquer meios de educação que possam incitar ao pensamento crítico. A organização-mãe guarda informações sobre cada recruta. Todos são vigiados.

Manipulação mística – Deus pune os “maus” membros com acidentes, acções de má vontade, perda de bens materiais, etc. Os “bons” membros serão recompensados.

Exigência de pureza – O mundo é preto ou branco, bom ou mau. A culpa e a vergonha são usadas para controlar o indivíduo. Deve-se evitar todas as coisas “más”.

Confissão – Os pecados sérios (segundo a perspectiva do grupo) devem ser confessados imediatamente. Os membros são incitados a espiarem-se e denunciarem-se mutuamente.

“Verdade” sagrada – O grupo possui a única verdade. A sua ideologia é demasiado “sagrada” para ser questionada. Os líderes do culto devem ser tratados com absoluta reverência.

Clichés bloqueadores de pensamento – Estas são expressões ou palavras destinadas a encerrar uma conversa ou controvérsia. São facilmente memoradas e reproduzidas. As Testemunhas usam bordões linguísticos como “a verdade”, “a organização-mãe”, “apóstatas” e “do mundo”.

Primazia da doutrina sobre a pessoa – A experiência humana e o conhecimento são subordinados à doutrina. Os membros só são valiosos se se conformarem à doutrina. O senso comum ou a lógica não são levados em conta.

Negação do direito à vida – O grupo decide quem tem ou não direito a existir. Os estranhos até podem ser vítimas de “pecado” por parte dos membros, nomeadamente mentiras, decepções, separação das famílias, etc., porque afinal “os estranhos não merecem existir”.


retirado partes do site http://www.gayxjw.org/portuguese/echo01port.html

domingo, 17 de janeiro de 2010

fim do mundo, para quando? segundo as tj para 1914, 1918, 1920, 1925, 1975 e, agora, 2034...

http://padom.com.br/testemunhas-de-jeova-marcam-nova-data-para-o-fim-do-mundo-2034

oh! meus senhores e senhoras...

o que vos falta, o que falta às testemunhas de jeová?
primeiro, bom senso. sem ele a identificação de erros de pensamento como este, provenientes de cabeças que só querem gerar seguidores que se movam pelo medo, ideias geradoras de todos os males, angustias, paralisias.
depois e antes e durante, espírito crítico. é isso mesmo. mente aberta acompanhada de um coração que se orienta pela verdadeira sensibilidade. o fio condutor, a realidade.
uma ideia: abrir os olhos, apesar do todo o fanatismo, ver para além das aparências, denunciar as máscaras.
o fundamental neste processo: coragem.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Campanha de prevenção do VIH dirigida aos casais gay- Spot Relações Estáveis

Campanha de prevenção do VIH dirigida aos gays- Spot Relações Ocasionais



A partir da próxima segunda-feira e até ao dia dos Namorados, a 8 de Fevereiro, vai estar no ar a nova campanha de prevenção do VIH, a primeira em Portugal centrada nas relações homossexuais.

sábado, 9 de janeiro de 2010

testemunhas de jeová heterossexuais, homossexuais, lésbicas, para fora do armário, já!

Como já o disse anteriormente, não penso casar com um homem, bem como, não penso casar com uma mulher.
O casamento é um contrato jurídico, ponto final.
Em Portugal, o conceito de casamento, erradamente, tem estado ligado ao conceito do amor.
Não há nada no conceito do casamento que se ligue ao conceito do amor.
Não há nada no conceito do amor que se ligue ao conceito do casamento.
São duas coisas distintas e, portanto, intocáveis, em termos de conceitos.
Conheço alguma coisa da vivência do mundo gay lésbico de alguns anos atrás.
Em Portugal, na assembleia da república, aprova-se agora o casamento entre pessoas do mesmo sexo.
e, casamento entre pessoas do mesmo sexo não é a mesma coisa que o casamento homossexual.
Não sei o que é um casamento homossexual...será um tipo de boda à maneira gay lésbica? Pode ser...
mas dizia, agora que se aprovou o casamento entre pessoas do mesmo sexo em Portugal: quantos homens e quantas mulheres testemunhas de Jeová, sim, heterossexuais, homossexuais, lésbicas, bissexuais vão pensar ou pelo menos fantasiar casar-se com aquela mulher ou com aquele homem também testemunha de Jeová com quem se cruzam semanalmente, no salão do reino, com quem saem ao testemunho...e, finalmente, VIVER o que legalmente passa a ser possível na Constituição Portuguesa, na sociedade portuguesa e que É legislar a sua opção, a sua identidade sexual, viver livremente a sua sexualidade, a única coisa mais importante nisto tudo, viver de acordo com o que se É, intimamente.

Percebo perfeitamente que a sociedade portuguesa precise destas medidas sociais para que na prática social as coisas mudem.
É que de certa forma, ainda há medo, imenso, um enorme fantasma, que tem unido o sexo à religião e esta ao matrimónio e ao amor num mix onde não há mix, aqui e acolá, só há conceitos distintos,

O importante: viver o que realmente se sente, independentemente do que as pessoas pensam e do que os colegas de trabalho e escola e vizinhos pensam, independentemente dos irmãos e irmãs desta ou daquele congregação.

Este Portugal pequeno e mesquinho cresceu um bocadinho agora e sei que precisa de coisas deste tipo "legisladas" para que em casa, aqui e acolá não haja medo, e na rua, não haja vergonha, e se faça luz, na consciência individual, aquela que nos acompanha sempre, que somos nós,

É tempo intemporal de se dar a cara, de se viver o amor, o mais importante,

Nem que seja para começar por um registo escrito, uma lei escrita num diário da república onde apareça "casamento entre pessoas do mesmo sexo autorizado".

E que venham mais coisas que mesmo que não tenham nada a haver com o amor mexam com a consciência, afinal a única coisa com quem, até morrer, estamos ligados, e, a quem nunca podemos mentir; fazer isso por nós, fazer isso connosco é imperativo num mundo em que viver a verdade deve começar em cada um de nós, connosco, daí a proposta neste contexto: testemunhas de jeová heterossexuais, homossexuais, lésbicas, bissexuais para fora do armário, já!

Seguidores

Pictures of Lighthouses

Acerca de mim

desassociada. readmitida. dissociada.